08/01/2019 - Dnit fixa regras para apurar e punir fraudes em licitações e contratos
Norícia de licitação
 

Valor Econômico
Rafael Bitencourt

 

A diretoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) estabeleceu ontem os procedimentos para apurar e punir empresas que fraudarem licitações ou contratos de obras de transportes assinados pelo órgão. As sanções vão da simples advertência, passando por multas, restrição temporária para participar de novas licitações e contratações do próprio órgão até propor a declaração de inidoneidade — esta última impediria a contratação em toda esfera federal após decisão final do Ministério de Infraestrutura.

 

Antes mesmo de tomar posse, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou que tomaria medidas para combater a corrupção — uma das bandeiras do governo Jair Bolsonaro. No dia 29 de dezembro, ele informou, em postagem no Twitter, que criaria a Subsecretaria de Governança e Integridade, voltada ao combate à corrupção no setor.

 

Freitas é servidor de carreira do Dnit. O novo ministro chegou a assumir interinamente a diretoria geral do órgão após a “faxina ética” promovida por Dilma Rousseff, em 2011, que envolveu a demissão de diretores da instituição após escândalo de corrupção.

 

Os procedimentos criados pelo Dnit constam no Processo Administrativo de Apuração de Responsabilidade (PAAR), publicado na edição de ontem do “Diário Oficial União”. As penalidades previstas serão aplicadas a empresas que não entregarem os documentos exigidos em licitação, descumprirem prazos contratuais, apresentarem documentação falsificada, praticarem “atos fraudulentos” na execução do contrato, entre outras irregularidades.

 

Até decidir por aplicar a penalidade, o departamento analisará a manifestação do fornecedor de serviços suspeito de praticar as irregularidades. Caso as justificativas não sejam convincentes ou providências sejam tomadas, o órgão de transportes produzirá nota técnica com o relato dos fatos e análise da manifestação indicando o enquadramento do caso de impropriedade a ser apurado.

 

No caso da necessidade de declaração de inidoneidade, o processo deverá passar, antes, por análise da diretoria do Dnit. A aplicação da penalidade máxima, no entanto, caberá ao Ministério da Infraestrutura (ex-Transportes).

 

Ao ser declarada a inidoneidade, a empresa é impedida de participar de licitação ou contratação de quaisquer órgãos da administração pública federal, estadual e municipal. Isso ocorre com a inclusão no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis), criado em 2010 para consolidar e divulgar a relação de pessoas, físicas e jurídicas, impedidas.

 

A restrição para participar de licitações e contratos apenas do Dnit envolve a pena mais branda de suspensão, pelo prazo de dois anos. Com o impedimento, a restrição valerá por até cinco anos. O enquadramento depende da gravidade da irregularidade identificada.

 

As multas de “caráter compensatório” são a partir de 15% sobre o cálculo de inadimplência estimada pelo órgão federal, motivada por rescisão ou inexecução parcial do contrato. As penalidades podem alcançar 20% sobre o valor total do contrato no caso de inexecução total.

 

As multas de “caráter moratório”, na hipótese de atraso injustificado na entrega ou execução do contrato, envolvem a cobrança de 0,33% do contrato por dia de atraso não superior a um mês. Esse percentual pode alcançar 0,66% a partir de 31 dia de atraso.

Análise da página "dnitfixxarr"   

Avaliação: 6 de 10 | Comentários: 11 | Número de avaliações: 21
 
 
 

 
Contato
 
  (48) 99184-1375
  (48) 3364-8666
  (48) 3028-9667
Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 11.05, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-100
Encontre-nos
 
ACidade ONMilene Moreto O Executivo estima que até o final do ano a licitação seja encerrada A Prefeitura de Campinas autorizou na sexta-feira (21) a abertura do processo de licitação da Parceria Público Privada do Lixo. Agora, a Secretaria de Administração deve preparar a concorrência e disponibilizá-la para as empresas interessadas em assumir a gestão de resíduos sólidos na cidade. O Executivo estima que até o final do ano a licitação seja encerrada. O processo ficará 45 dias disponível para consultas. Esse é o prazo para o recebimento das propostas. A abertura dos envelopes só é autorizada após esse período. A PPP do Lixo é um dos maiores contratos da Administração, orçado em R$ 800 milhões. Passou por consulta pública e, segundo o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, as mudanças sugeridas pela população não afetaram o projeto base. "Nós tivemos muitas sugestões e várias foram incorporadas ao nosso projeto, como a maximização da reciclagem. Nenhuma delas, no entanto, alterou a ideia do governo que é a de criar usinas, fazer uma gestão inteligente do lixo e com redução do impacto no meio ambiente", disse.  Sobre o edital, Paulella afirmou que que o processo está em fase avançada e acredita que, no máximo em um mês, já esteja disponível. "Durante toda a discussão da PPP o edital já estava em preparação. Precisamos agora apenas dos ajustes finais. Se tudo correr bem, nossa estimativa é de encerrar a licitação até o final do ano", disse o secretário. TRÊS USINAS A nova gestão do lixo planejada pela Prefeitura inclui a construção de três usinas: compostagem de lixo orgânico, reciclagem e transformação de rejeitos (carvão), que leva o nome de CDR. A receita da venda do material reciclado, composto e carvão é dividida com a Prefeitura. Cada um - empresa e Prefeitura - fica com 50%. O carvão, por exemplo, é utilizado em metalúrgicas e usinas de cimento, um mercado que está em crescimento em todo o mundo.  Todo o lixo passará por tratamento. Aquele que não puder ser aproveitado em nenhuma das usinas será descartado pela empresa. Mas a quantidade é pequena. Segundo Paulella, menos de 5%. Também é responsabilidade da concessionária que vencer a licitação realizar esse descarte em local adequado. O prazo para a vencedora da concessão construir as usinas é de cinco anos. Os serviços de varrição, cata-treco, coleta seletiva e ecopontos são assumidos imediatamente, mas a empresa só recebe pelo serviços prestados. Quanto mais ela demorar para construir as usinas, menos conseguirá gerar de receita.
 
Home   •   Topo   •   Sitemap
© Todos os direitos reservados.
 
Principal   Equipe   Missão e Valores   Imprensa